4ª Ata Ordinária

 

Ata da quarta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Dolcinópolis. Aos 07 (sete) dias do mês de abril do ano dois mil e quinze, nesta cidade de Dolcinópolis do Estado de São Paulo, na sede do Paço Municipal “Dovílio de Biazi”, onde funciona o Poder Legislativo, Plenário “Claudomiro Pereira Paschoa”, sito à Avenida Elydio Massarenti nº- 1320 realizou-se a quarta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Dolcinópolis, da décima terceira Legislatura, sob a Presidência do Vereador Eduardo Luis Jodas e Secretariada pelo Vereador Hélio Faria de Souza, com a presença dos seguintes e demais Senhores Vereadores: Adauto Gonçalves Pereira, Claudir Brussolo, Delvo Raimundo dos Santos, Jesus Thadeu Duran Martarini, Hélio Batista Ramos, Rosimeire Pereira Paschôa Feltrin e Vilson de Souza. Havendo número legal para deliberações, às vinte horas (horário regimental), o Senhor Presidente declarou aberta a Sessão, solicitando em seguida do Senhor Secretário para que procedesse a leitura da Ata da Sessão anterior, que após lida foi submetida à consideração do Plenário em primeira e única discussão e votação, sendo “aprovada por unanimidade”. Passando para o “EXPEDIENTE”. Não havendo matérias a serem lidas no presente Expediente, o Senhor Presidente declara-o encerrado. Passando para “ORDEM DO DIA”. Não havendo matérias a serem discutidas e votadas na presente Ordem do Dia, o Senhor Presidente declarou a mesma encerrada. Passando para “EXPLICAÇÕES PESSOAIS”. Usou da palavra o Vereador Claudir Brussolo que teceu comentários sobre a situação dos pagamentos dos funcionários da Prefeitura que se encontra em atraso e que fica difícil para o funcionário fazer compromisso, pois não tem uma data certa para receber sendo que os pagamentos são liberados nos dias 10, 20 e 30 do mês, dificultando assim o compromisso do funcionário. Solicitou ao Presidente da Casa que interceda junto ao Prefeito para tomar algumas providências. Falou também sobre o campo de futebol que de segunda feira realiza jogos de futebol, o que em sua opinião deveria mudar o local desse jogo para assim evitar gastos com energia, entre outras despesas que se pode fazer economia. Sobre o campeonato Intermunicipal que será realizado no Município, o mesmo solicitou ao Presidente esclarecimentos se o mesmo sabe de onde virá a verba para realizar a premiação do jogo, tendo em vista que o mesmo acha que a Prefeitura não esta em condições de assumir tais despesas com jogo de futebol. Prosseguindo o Vereador e Presidente da Casa Eduardo Luis Jodas foi a tribuna para justificar que o jogo de futebol que realiza de segunda feira as despesas com churrasco é paga pelos integrantes que participam do jogo não tendo custo para a Prefeitura e que a iluminação usada durante o jogo não seria um gasto abusivo para a Prefeitura, mas se for para economizar para os funcionários receber em dia não veja problema  em realizar o jogo de segunda feira em outro local. Quanto ao campeonato de futebol a ser realizado no campo, a premiação será paga com o valor arrecadado das taxas que serão cobradas. O mesmo acredita que não terá grandes despesas para a Prefeitura. Quanto a ser funcionário e não ter uma data certa para receber o pagamento, com certeza seria importante colocar a folha de pagamento em dia aos funcionários.   Não havendo mais oradores para fazer uso da palavra em Explicações Pessoais, o Senhor Presidente declarou encerrada a presente Sessão, do que para constar eu _________________, Hélio Faria de Souza, Primeiro Secretário, lavrei a presente Ata que após lida e aprovada vai devidamente assinada.

 

“Plenário Claudomiro Pereira Paschoa”

Em 07 de abril de 2015.

 

 

Eduardo Luis Jodas                                     Hélio Faria de Souza

Presidente                                                    Primeiro Secretário