15 dez 2018

Ata da 15ª Sessão Ordinária – 2018

Ata da décima quinta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Dolcinópolis. Aos 17 (dezessete) dias do mês de outubro do ano dois mil e dezoito, nesta cidade de Dolcinópolis do Estado de São Paulo, na sede do Paço Municipal “Dovílio de Biazi”, onde funciona o Poder Legislativo, Plenário “Claudomiro Pereira Paschoa”, sito à Avenida Elydio Massarenti nº- 1320 realizou-se a décima quinta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Dolcinópolis, da décima quarta legislatura, sob a Presidência do Vereador Wellington Carlos dos Santos e Secretariada pelo Vereador Edilso Gonçalves de Seixas, com a presença dos seguintes e demais Senhores Vereadores: Adriano Felles Vieira, Celma Maria Posclan Neves, Claudir Brussolo, Diego Aparecido Pereira Miguel, João Carlos Gouvêa, Rozangela Galanti Nilsen e Zilda Bindella dos Santos. Havendo número legal para deliberações, às vinte horas (horário regimental), o Senhor Presidente declarou aberta a Sessão, solicitando em seguida do Senhor Secretário para que procedesse a leitura da Ata da Sessão anterior, que após lida foi submetida à consideração do Plenário em primeira e única discussão e votação, sendo aprovada por unanimidade. Passando para o “EXPEDIENTE”. Matérias de autoria do Poder Executivo Municipal:- Ofício nº- 216/2018, encaminhado pelo Prefeito Municipal atendendo as respostas às Indicações de autoria dos Senhores Vereadores desta Casa. Não havendo mais matérias a serem lidas no presente Expediente, o Senhor Presidente franqueou a palavra ao Vereador inscrito em livro próprio. Usou da palavra o Vereador e Presidente da Casa na pessoa do Senhor Wellington Carlos dos Santos, que na oportunidade justificou aos funcionários públicos que existem notícias circulando colocando os Vereadores contra os funcionários de que os Vereadores irão aprovar um Estatuto que ira retirar benefícios dos funcionários e que será votado as escondidas. O Vereador Carlos sugeriu que os funcionários de um voto de confiança aos Vereadores, pois nesta Câmara não existe nenhum ato aprovado que venha prejudicar os funcionários e que jamais essa Câmara ira aprovar qualquer que seja o Projeto que venha prejudicar os nossos servidores e que o Estatuto que vier para ser votado na Câmara apenas será aprovado se garantir todos os benefícios dos funcionários, pois caso seja para retirar direitos dos funcionários certamente essa Câmara votara contra. Portanto esse foi o pedido de confiança em que o Presidente da Câmara solicitou dos funcionários garantindo em suas palavras que os Vereadores jamais serão a favor de qualquer Projeto que venha prejudicar os direitos dos servidores municipais. Não havendo mais Vereadores inscritos para falar em Expediente, o Senhor Presidente declara-o encerrado. Passando para “ORDEM DO DIA”. Não havendo matérias a serem discutidas e votadas na presente Ordem do Dia, o Senhor Presidente declarou a mesma encerrada. Passando para “EXPLICAÇÕES PESSOAIS”. Não havendo oradores para fazer uso da palavra em Explicações Pessoais, o Senhor Presidente declarou encerrada a presente Sessão, do que para constar eu _________________,Edilso Gonçalves de Seixas, Primeiro Secretário, lavrei a presente Ata que após lida e aprovada vai devidamente assinada.

 

“Plenário Claudomiro Pereira Paschoa”

Em 17 de outubro de 2018.

 

 

 

Wellington Carlos dos Santos                  Edilso Gonçalves de Seixas

Presidente                                               Primeiro Secretário